melhores comerciais de perfumes

O que torna um perfume caro

O que torna um perfume caro

Clive-Christian-No1-Imperial-Majesty

Olá! Este post fez parte de uma entrevista virtual sobre o custo de perfumes que concedi para o IG Delas Beleza. De maneira concisa, fala sobre o que onera mais no custo final de um perfume, descontando-se os impostos.

Então, a pergunta é:

O que torna um perfume caro?

 

Os fatores que encarecem um perfume:

chanel nicole kidman

1º lugar – Marketing:

Apesar de ser sabido que a qualidade da matéria prima é essencial para determinar a qualidade de um perfume, o que mais impacta no preço (excetuando-se os impostos, claro, que variam de país para país) é o marketing. As campanhas de divulgação (incluindo-se modelos/celebridades, anúncios em revistas/outdoors, eventos, amostras, etc) podem somar aproximadamente metade do que você paga por um perfume.

2º lugar -Marca:

O custo da marca também está embutido: marcas de luxo têm perfumes mais caros muito mais por uma questão de marketing do que pelo real custo do líquido.


chanel-No5-bottle

3º lugar – Distribuição:

Os custos de distribuição podem encarecer ou baratear uma fragrância. A quantidade produzida, se reduzida, pode aumentar o valor do perfume, como ocorre, por uma estratégia de posicionamento da empresa, com o famoso Chanel nº 5. Entre as décadas de 70/80, os Chanel nº5, que eram vendidos até em farmácias, foram paulatinamente retirados do mercado para criar um vácuo e forçar uma “glamourização do produto”, recuperando seu prestígio, através da redução de oferta.

Entretanto, distribuir mundialmente um perfume pode trazer custos que são calculados e embutidos no preço final.

abeille

4º lugar – Design do frasco:

A qualidade e design do frasco impacta mais o custo final que a matéria-prima e desenvolvimento da fragrância. Muitos designers cobram muito caro pelo desenho dos frascos de perfume. A qualidade do frasco também entra em conta (tampa de plástico barateia, por exemplo).

perfume

cheap perfume bottle

5º lugar – Matéria-prima:

Matérias-primas naturais podem custar dez vezes mais que seu equivalente sintético, então isto se reflete no custo de um perfume (entretanto, o custo da fragrância em si é cerca de 10 a 20% do valor total do produto, sem impostos). Referindo-se, claro, a perfumes comerciais de ampla distribuição. Perfumarias menores têm custos maiores com matéria-prima.

perfume production

La Légende de Shalimar (A Lenda de Shalimar)

La Légende de Shalimar (A Lenda de Shalimar)

shalimar la legende de

Eu venho acompanhando com bastante ansiedade os teasers, trailers e etc. do novo comercial/curta que homenageia Shalimar, este perfume lendário e icônico, criado pela Guerlain e lançado oficialmente em 1925. Porém, preferi ver o resultado final antes de comentar,  e dividir aqui com vocês.

Com mais de 5 minutos, La Légende de Shalimar apresenta um espetacular conto de amor, perfume e magia, que condensa e interpreta perfeitamente o perfume. Natalia Vodianova é Muntaz Mahal, a bela e imortalizada esposa de Chah Jahan (não menos belo_oh eu lá com um imperador desses, oh La la).

O perfume:

shalimar facets

Shalimar foi lançado em 1925, no entanto, foi criado em 1921. Conforme a anedota, Jacques Guerlain, estudando o composto vanilina, resolveu adicionar o conteúdo de um frasco do ingrediente em um frasco do perfume Jicky, resultando no tão famoso Shalimar. Numa época em que um orientalismo romântico excitava as mentes europeias, Shalimar desviava-se dos florais típicos da época e é por isto considerado o primeiro perfume “oriental” moderno.

Considerado ousado e sexy, na época havia um adágio que dizia que uma “mulher direita” não fumava, não dançava tango, nem usava Shalimar. Uma fragrância com fortes doses de baunilha, e também talcado. As notas de destaque são cumarina, vanilina, opoponax, incenso, rosa, íris, bergamota e limão, além do famoso acorde “guerlinade”.

 

Os jardins de Shalimar:

Os jardins de Shalimar ficam em Lahore, no atual Paquistão. Na época em que foram criados, pelo já citado Chah Jahan, seguiram a arquitetura tradicional islâmica, de inspiração persa. Os detalhes intrincados dos alambrados e as 410 fontes, além de terraços, pavilhões de recepção, cascatas e espelhos d’água, garantem um lugar entre os jardins lendários do oriente.

shalimar garden


O nome Shalimar tem origem persa, mas seu significado é desconhecido, fazendo da palavra um excelente nome para um perfume (ao contrário de Taj Mahal, que simboliza amor, mas também, morte).

shalimar garden

O Amor de Chah Jahan e Muntaz Mahal

Com o nome inspirado nos famosos Jardins de Shalimar, criados pelo imperador Mughal Chah Jahan, conforme a lenda, para sua amada esposa preferida Arjumand Banu (também conhecida por Muntaz Mahal, ou “A escolhida do Palácio”), o perfume Shalimar expressa o exotismo, paixão e erotismo que os cronistas indianos do século 17 registraram, sobre o amor infinito deste casal mítico.  Casaram-se cinco anos após se conhecerem, em uma data escolhida pelos astrólogos para assegurar felicidade ao casal. Parece que deu certo. Chah Jahan tinha outras duas esposas, mas só tinha olhos para sua Muntaz Mahal.

la legende shalimar

Muntaz viajava com o marido mesmo nas campanhas militares, tamanho o apego do casal, e teve com ele 14 filhos e filhas.  Morreu em trânsito, durante o parto de sua última filha. Após sua morte, Chah Jahan recolheu-se em luto por um ano, e quanto reapareceu em público, dizem os cronistas que seus cabelos estavam brancos e suas costas, encurvadas. Após a morte de Muntaz, foi erguido o fabuloso Taj Mahal, onde o corpo da Preferida do Palácio finalmente descansou.

la legende shalimar

O filme:

Muntaz Mahal: Natalia Vodianova

Chah Jahan: Willy Cartier

Direção: Bruno Aveillan

Música: Chevaliers Du Sangreal por Hans Zimmer

Shakira Elixir

Shakira Elixir

shakira elixir motif

O terceiro perfume de uma das celebridades de quem mais gosto que testo aqui (veja S by Shakira e S by Shakira Eau Florale nos links). Muito provavelmente devido às críticas sobre seu primeiro perfume, que acharam ser “pouco Shakira”, Shakira Elixir veio prometendo que seria mais Shakira, ou melhor, não a mulher que ela talvez seja, mas a Shakira que o público enxerga.

shakira elixir advert

 

Aliás, adorei o conceito da propaganda, quem conhece os videoclips da cantora vai reconhecer alguns temas. Achei lindo, e de quebra, tem uma vibe “kaleese” muito legal.

A “cantante” colombiana manteve o design de frasco fiel às inspirações orientais, embora tenha gente que enxergue um J’Adore disfarçado ali. Para mim, vejo uma garrafinha de poção oriental,  gostei bastante, aliás, que combine com o conceito e a vibe ” odalisca latina” da cantora.

shakira elixir


Agora, como é Shakira Elixir:

Projeção mediana para fraca. Tudo bem, isto garante, de fato, um apelo jovial e o torna passível de ser usado em países quentes sem ser um atentado à saúde alheia. Sendo um oriental floral baseado em flores e âmbar, a pimenta preta deixa Shakira Elixir especiado e provocante. Açúcar mascavo cria a  atual e tão necessária dose de doçura, e garanto, fica bem na fragrância. Docinho mas não enjoativo.

O perfume se apoia na suculência de pêssegos (frutas de um precioso jardim oriental) e perfuma com flores suaves e românticas, como frésias e peônias. Na verdade, parece combinar muito bem com a Shakira “pessoa”, que aparenta não gostar muito de perfumes fortes.

shakira elixir bottle

Assim, quando a base traz o precioso stirax, ou estoraque (aparentado do benjoim), incensado e balsâmico, em conjunto com notas ambaradas, Shakira Elixir acaba completando suas fases sendo bastante redondinho, coeso e casual-romântico.

Não foi um perfume que me apaixonou, mas eu usaria, de boa, pois Shakira Elixir tem tudo em doses exatas para ser agradável, e levemente provocante, jovial, especiado, oriental moderno.

Longevidade, a princípio, me decepcionou , mas percebi uma sillage delicinha, então, fazendo as contas do custo-benefício, acho bem digno. Considerando a escolha flores leves+ musks brancos, faz todo o sentido, porém. O conceito do perfume sugere algo difuso, a céu aberto, algo meio “Flora Gucci para jovens kaleeses”, então tem tudo a ver.

Elisabeth Vidal criou Shakira Elixir em 2012.

Nina Ricci Nina L’Eau

Nina Ricci Nina L’Eau

resenha patrocinada

Depois de uma quinzena corridíssima, sem tempo para posts e nem sequer para responder comentários, aqui no QG do Perfume na Pele (constituindo-se de uma escrivaninha cheia de perfumes e um computador), volto com uma novidade! Horray!

Estava aguadinha para experimentar Nina Ricci Nina L’Eau, o mais novo lançamento da marca, e chegou  a hora!

nina-leau-1

Bom, Nina L’Eau, o mais recente flanker da coleção Nina, é um Eau Fraiche, e embora eu tenha lido por aí gente reclamando de fixação e projeção, eu realmente não entendi  o porquê. Sério, ou minha pele é muito boa mesmo (andei hidratando com óleo corporal, pode até ser isto) ou este pessoal quer que uma Eau Fraiche seja Parfum.

Pessoal, tomem tento!

Nina L’Eau me surpreendeu com uma projeção espantosa e com uma longevidade de Eau de Toilette (vai umas seis horas bem distinto, e ao acordar lá estava ele no meu pulso, melhor que muitos outros, bastante docinho e reconhecível).

Sidenote: Nem pensem que estou me derretendo sobre estes aspectos só porque o produto foi enviado para resenha como cortesia (conforme mencionado no topo do artigo; link para a loja no fim do nosso papo). Quem acompanha o blog já me viu falando mal de perfume ganhado (não vou lembrar a vocês quais, mas deixo procurá-los pelo blog).

Flora by Gucci EdT

Flora by Gucci EdT

gucci flora patternEntão. Criei vergonha e resolvi de vez encarar meu vidrinho de Flora by Gucci  EDT (é uma miniatura), que está aqui desde os primórdios. Acho chato, na verdade, dar opinião sobre perfumes de que todo mundo já falou (assim vão ficando para trás outros tantos no meu armário), mas ça va.

Só semana passada experimentei o bonito umas três vezes, reavivando seu cheirinho floral suave, com seu coração doce e açucarado, pensando em como descrevê-lo.

flora by gucci

Chego à conclusão que, como introdução, os amantes de perfumes devem saber que existem pessoas com gostos diferentes dos seus. Eu, por exemplo, não costumo usar perfumes como o Flora by Gucci com muita frequência. Nem por isso, preciso malhar o perfume simplesmente porque não é o meu estilo. Carece de longevidade? Não exatamente. Carece de projeção? Para seu público, que não procura parecer um turíbulo ou um Gleid Sachet Luxo ambulante, também não. Cumpre a proposta apresentada? Sim, com louvor! Então, sejamos “cricris” com os perfumes que merecem.

Aliás, se Flora by Gucci fosse um lançamento ruim, não teria um EdT (o que resenho), um Eau Fraiche,  uma coleção Garden e agora, a versão 1966 que sai em breve.

Dito isto, quando comentei a primeira vez aqui no PnP sobre o lançamento (você pode matar a saudade no Túnel do Tempo aqui), se falava um pouco sobre a inspiração para a fragrância.

flora by gucci edt advert

Cada uma das versões tem um vestido diferente…

Flora by Gucci bebe direto da fonte da própria marca, buscando inspiração na icônica estampa Flora, mais popularizada nos lenços que a Princesa Grace Kelly de Mônaco usava. “Redescobertas” por Frida Giannini, a toda-poderosa designer da Gucci no tempo do lançamento da fragrância, as flores em seda estão num momento de revival supervalorizado.

estampa Flora by Gucci

E Flora by Gucci é sobre flores em seda.

A leveza acaba normalmente sendo traduzida por notas de peônia, e o elemento ar (confira na propaganda  de Flora by Gucci em imagens o que eu quero dizer) também costuma ser inserido através de notas de pimenta em grão. A combinação costuma ser, claro, um pouco ardida à princípio, e fora as notas cítricas bem diluídas, acho a mandarina um pouco ácida. Mas na verdade, o que me causa mais estranheza no perfume foi o que eu vou chamar de “cheiro de saliva”.  Claro que são os musks brancos, mas o aroma é suave, mantém o nível do perfume como uma fragrância clean, porém ainda interessante o suficiente.

Nos primeiros 15 a 20 minutos o perfume decai em projeção, que vai renascer quando as notas médias alcançarem seu ápice. Então não se engane nem aplique como se não houvesse amanhã. Não achei que a nota de osmanthus se sobressaiu, na verdade a parte floral do perfume é feita de um blend muito diluído. Porém a fragrância começa a se transformar gradativamente em açúcar impalpável polvilhado sobre rosas. A baunilha é “branca”, não pesa, mas adoça.

Assim, considero Flora by Gucci EdT um perfume para mulheres joviais e elegantes, que gostam de perfumes discretos, modernos mas que mantenham um toque de romantismo e feminilidade. Flora é bastante versátil, mas não diria que causa grande efeito para sua noite especial.

flora forever gucci

Elegante, jovem, discreta, e Gucci.

A projeção da EdT pode enganar; achei mesmo as notas doces bastante intensas. Mas claro, tem perfume por aí que é muito mais eloquente. O frasco, o que dizer? Lindo demais. Longevidade? Não me impressionou muito, mas a falta de ancoragem é explicita pela escolha das notas (confira no rodapé todas elas).

Flora by Gucci foi criado pela Firmenich em 2009.

gucci flora chris cunningham

Ah, a propaganda. Uma das melhores propagandas que eu já vi, com a modelo dançando em um campo de flores sob o som de um remix da música de Donna Summer, I Feel Love. Ideia do vídeo: A heroína (pois propagandas de perfume têm heroínas) ,

” inicialmente é delicada e feminina, porém gradativamente se torna algo mais forte e mais poderoso”,

de acordo com as palavras do idealizador Riccardo Ruinithe.. O vídeo foi dirigido pelo consagrado diretor de videoclips Chris Cunningham. A modelo é Abbey Lee. Claro que os maldosos vão dizer que é a “Possuída do Perfume” ou “Kame-Rame-Ra Flora Edition”, mas ficou massa.

Nova Propaganda de Flower by Kenzo

 

Você já viu a nova propaganda de Flower by Kenzo: Pour un Monde Plus Beau (Por Um Mundo Mais Belo)?

A nova face de Flower by Kenzo, desde o ano passado, é a taiwanesa Shu Qi. O diretor da campanha é Patrick Guedj.

E se você acha que propaganda de perfume é só glamour, confira o making of (se não se importar de estragar a magia das cenas, claro):

Alguém me avise quando a Kenzo lançar uma nova propaganda de Flower by Kenzo que não seja maravilhosa.

 

 

Como sempre, eu digo: Sim, eu sei, Flowerbykenzo se escreve tudo junto.

Bvlgari Jasmin Noir EdP

Bvlgari Jasmin Noir EdP

Mais uma das resenhas que venho prometendo há tempos… Bvlgari Jasmin Noir.

Lembro-me perfeitamente do lançamento deste perfume e de como o desejei. Confesso que a palavra noir exerce um efeito poderoso sobre mim, e que o jasmim tem efeito similar. Como não amar o rei dos perfumes?

Quando enfim pus minhas mãozinhas (ok, mãos grandes que condizem com uma senhorita de 1,80m) ávidas no meu objeto de desejo, pronta para amá-lo e respeitá-lo na saúde e na doença… fiquei confusa.

Às vezes dizem que a expectativa pode ser bem melhor que o presente.

Robert Pattinson assina contrato para divulgar perfumes Dior

Robert Pattinson assina contrato para divulgar perfumes Dior

Estão estimando em 12 milhões de dólares o valor do contrato de 3 anos, durante o qual o ator Robert Pattinson, sonho de consumo de adolescentes, marmanjas e diversos mais por aí, vai promover fragrâncias masculinas da Maison Dior, uma das mais influentes marcas do mundo. Para você que esteve em coma nos últimos cinco anos, o ator inglês de 26 anos faz parte do triângulo amoroso sobrenatural da Saga Crespúsculo, onde interpreta um vampiro romântico. A notícia saiu com exclusividade ontem, no E! News, e já dizem que fontes próximas juram que Pattinson é um grande consumidor da marca.

Interessante porque não faz muito tempo diziam que o rapaz nem banho tomava.

 

Vamos Lembrar que o atual rosto da marca é o super sexy Jude Law, emplacando inclusive alguns dos melhores comerciais de perfume masculino que a senhorita aqui já viu (tipo este daqui ).

 

 

E agora? Quem você prefere?

Postado em 2012-10-30 13:41:40

Que Fofo! Guerlain La Petite Robe Noire

Já tinha comentado aqui tinha vontade de conhecer o Guerlain La Petite Robe Noire, 2012 embora como muitos críticos acho o perfume bastante afastado do brand DNA da Guerlain, se considerarmos somente as notas, também acho que deve ser muito delicinha (ainda não experimentei, não encontrei em lugar nenhum no Brasil (ainda), embora pretenda esperar as promoções de Natal e pós-Natal, hohoho!).

O nome é engraçadinho, embora remeta à alta costura e não tenha nada a ver com a Guerlain (Mitsouko, Shalimar, Idylle, entre outros), suponho que tenha sido escolhido para simbolizar esta jovem mulher fashionista, sedutora, independente (La Petite é ela, a garota, conhecida como Vestidinho Preto), alegre e de bem com a vida (e aparentemente é a resposta a Miss Dior _ ex Chérie). Vale lembrar que este perfume teve duas versões anteriores e tem também, atualmente, uma versão intensa:

 

1. La Petite Robe Noire (2009) 2. La Petite Robe Noire 2 (2011) 3. La Petite Robe Noire (2012) 4. La Petite Robe Noire L’Extrait (2012)

Quem já experimentou mencionou um parentesco com Lolita Lempicka (Le Premier Parfum) o que já é muito bom. Sendo assim, a faceta gourmand é bem destacada, como podemos adivinhar pelos acordes divulgados.

Notas oficiais:

Cereja Negra, bergamota, Frutas vermelhas, Amêndoas;

Rosas da Bulgária, Rosas Turcas, Chá Preto Defumado, Alcaçuz;

Sementes de Anis, Fava Tonka, Baunilha, íris e Patchouli.

Porém, já que ainda não tem resenha… A propaganda oficial, só para dar um gostinho:

O Making Of:

E aqui, a nova versão da propaganda para o Natal, como dizem por aí, um loosho!

http://www.guerlain-devinezquijesuis.com/en/noel/

P.S. Em tempo, a música do anúncio é These Boots were made for Walkin’, gravada por Nancy Sinatra (veja aqui).
Postado em 2012-11-09 11:25:05

Review do Mês: Bvlgari Black EdT

resenha patrocinada

Voltando com preguiça de umas mini férias… E já estou na expectativa do que 2012 vai trazer de novidades para nós!

Mas vamos à resenha do mês! De fato, esta resenha deveria se chamar: Por que Bvlgari Back é demais?

 

Bom, já dei uma pista de que vou me rasgar em elogios, mas, por favor, sigam até o fim. Eu sempre digo aqui que um perfume é bom, ou é bonzinho, ou é bem feito, mas não acrescenta em nada; entretanto, Bvlgari Black é diferente. Ele é um perfume diferente. Ele é um perfume que se destaca.

bvlgari blackClaro, muitos de vocês sabem que Bvlgari Black é um perfume unissex. Também já foi alardeado como o perfume que Angelina Jolie usa (ou usava quando era somente a atriz bissexual e tatuada que carregava o sangue do marido num frasquinho).  Use estas informações como quiser. O fato de ser um perfume unissex é perfeito, porque definitivamente se encaixa no estilo de muitas pessoas, homens ou mulheres. Black é agressivo, sofisticado e muito, muito sexy. Se você não quer nada disso, não chegue perto deste perfume.

Entretanto, eu entendo que para algumas pessoas o perfume vai ser controverso. Ou pelo menos para as mulheres.  Não é toda mulher que fica bem ou gosta do acorde agressivo de couro preto (sim, pense numa jaqueta de couro), ou da sensação de látex, levemente abaunilhada,  predominando o delicioso cheiro do chá verde, uma das marcas registradas nos aromas Bvlgari. O perfume é muito fetichista: couro, látex, instigado por bergamota, um acorde de jasmim sofisticado e sândalo… As doses de âmbar e musk são altas, animálicas e muito sexualizadas: sim, Bvlgari Black está levando o esta história de sedução para outro patamar…

O perfume não tem uma projeção absurda, mas isto é uma vantagem pois a sutileza do negócio é que faz a coisa funcionar. A grande sacada deste perfume moderno e ousado é que ele instiga e não entrega. Na minha pele a duração dele foi excelente (cerca de 10 horas, embora muita gente reclame da fixação). A evolução amacia o perfume, ressaltando notas um pouco talcadas de jasmim, um musk com chá verde  e sândalo bem provocante, e a baunilha com couro… o que é isso meu deus?

Muito sexy. Ousado. Exclusivo. Infelizmente eu recomendo que não comprem no escuro, pois sei que para muitas meninas ele vai parecer muito masculino.  Ou, se você se assustar com a força das notas iniciais, dê um tempinho com ele na pele antes de decidir-se. Paradoxalmente os homens acham um perfume muito sexy em garotas. Ultimamente percebo que ele tem um custo- benefício ótimo (também, foi lançado em 1998, já faz um tempinho…) mas continua firme e forte.

 

Aliás, quanto ao design impecável, misturando borracha, vidro e metal, …perfeito! Até a cartonagem e como ele se encaixa na sua caixa, tudo foi desenhado para representar bem a qualidade da marca  italiana.

Annick Menardo criou a fragrância de Bvlgari Black para a joalheria europeia.

 

O vídeo:

 

Onde encontrar Bvlgari Black: Fragrance Store (clique aqui e siga o link)

Novo vídeo de Coco Mademoiselle

Novo vídeo de Coco Mademoiselle

Bom, quem ama perfumes sabe que alguns perfumes não merecem simplesmente um video normalzinho com menos de um minuto. Algusn perfumes merecem um “curta”, com roteiros, elenco e direção hollywoodianos. A Chanel acredita nesta tradição e seus grandes perfumes recebem quase todo ano, filamgens de tirar o folêgo. O meu preferido continua sendo a versão de Baz Luhrmann para o Chanel nº5 com Nicole Kidman e Rodrigo Santoro. Até ver o making off do comercial é de tirar o folêgo.

O ano retrasado eu fui tão afoita em divulgar aqui no PnP (quando quase ninguém lia meu bloguinho) o na época novo vídeo do Chanel Nº5 com Audrey Tatou, que até mesmo o Now Smell This usou a minha captura (com disclaimer de direitos, lógico!) um dia depois em seu post!

Agora, acharam que Coco Mademoiselle é o novo hype da maison e merecia seu próprio curta. O último anúncio da fragrância foi este, de 2007, com a atriz Keira Knightley, que ainda é a face do perfume até hoje. tanto a propaganda antiga qanto a nova foram dirigidas por Joe Wright (Pride and Prejudice).

[http://www.youtube.com/watch?v=aibOY18Pkgo]

Este ano, fui menos ansiosa e tentei esperar que alguém capturasse o novo vídeo de Coco Mademoiselle com Keira Knightley (de novo ela) na página oficial, e postasse no You Tube. Mas ninguém fez isso ainda. Só que dá taaaaanto trabalho que definitivamente vou passar esta. Acima você viu o vídeo antigo, e neste link, o novo!

Novo video de Coco Mademoiselle

 

 

 

Nova versão de Natura Biografia contada pelos sulistas: participe

A Natura convida os sulistas a partilharem suas biografias de uma maneira muito especial:

O Perfume Biografia, da Natura, é praticamente um clássico da perfumaria brasileira. Agora, além da marca lançar um duo de fragrâncias Biografia inspirado no Sul do País, uma divertida e inusitada campanha de divulgação está chamando atenção dos sulistas.

O nome escolhido para melhor representar a cultura do sul do país foi Biografia Campos ao Sul.

No processo de divulgação do novo duo de fragrâncias, a Natura está colhendo depoimentos das pessoas que têm a região sul no coração. Quem são, onde vivem, seus sonhos, desafios e conquistas são coletados. Os depoimentos são captados em vídeo e, diariamente, encaminhados para uma equipe formada por músicos, produtores e vídeomakers. Eles editam as imagens e o som, formando pequenos videoclipes bem humorados e muitas vezes bastante emocionantes. As gravações de cada dia é mixada por uma equipe de profissionais e divulgadas  como parte da campanha.

Quem está em Curitiba tem até o dia 4 de março para passar pelo Shopping Mueller e deixar com a equipe Natura sua participação neste projeto onde as “vozes do sul”, ou seja, pessoas comuns como você e eu, podem fazer parte de uma música muito especial. Já quem estiver em Porto Alegre pode visitar o Shopping Iguatemi entre 10 a 24 de março para soltar o verbo. O legal desta campanha é que as pessoas estão dividindo com o Brasil o jeito de pensar, sentir, amar, viver, das pessoas que moram no Sul do país.

Um pouco da campanha:

 

Todo dia sai um video diferente. Vários dele já estão no You Tube!

 

Se você gostaria de participar e contribuir com um pouco da sua história para a história do Biografia Campos ao Sul, não deixe de ir a um destes locais. Alguns pontos destes videos são tão singelos e ao mesmo tempo emocionantes, pois pessoas como eu e você partilham um pouco de si para contar a história de uma região. Lindo!

Já aguardava uma iniciativa da Natura voltando seu s olhos para os estados do Sul, depois de namorar por tanto tempo com as infindáveis maravilhas da flora do norte e nordeste, e até de outros lugares da América Latina. Dar uma fragrância com ativos essenciais típicos do sul, como a essência do mate e do capim limão, é só um inicio para outras possibilidades.

Uma prévia das fragrâncias (ainda não experimentei):

Biografia Campos ao Sul Masculino

Madeira, envolvente e mate folhas verdes de mate e cítricos vibram entre si e abrem caminho para as notas marcantes da pimenta preta, canela e manjericão dando encanto e fascinação com madeiras, amber e musk.

 

Biografia Campos ao Sul Feminino

Floral, envolvente e mate notas verdes de mate e frutadas de pêssego e ameixa alegram e encantam, transmitindo feminilidade e conforto pela baunilha e madeiras.

VIsite o site oficial para maiores informações: www.biografiacamposaosul.com.br

 

 

Agradeço ao Marcel Maineri, da Mazah Live Marketing, que sugeriu a pauta.

Dior Fahrenheit Absolute

Em 2009 o Best Seller e altamente referenciado Fahrenheit completou 21 anos. Para comemorar, a Dior, através de seu diretor de criação François Demachy, nos presenteou com Fahrenheit Absolute.

dior fahrenheit absoluteFahrenheit já é aquele tipo de perfume inconfundível, de apelo sensual e exótico, bem distante dos perfumes esportivos à la Cool Water.  O nome, o mesmo da unidade de medida de temperatura usada nos países de língua inglesa (será que algum dia teremos o Celsius? O Kelvin? Hahahaha), quer incitar ao calor extremo. Com a versão Absolute, aparentemente chegamos num ponto máximo de ebulição.

Não é que Absolute seja uma versão com maior longevidade ou sillage, nada disso. Ele é uma versão definitiva, pegando fogo mesmo.

Estamos falando de um oriental amadeirado. Mas realmente oriental, tudo o que a gente imagina ao ouvir o termo oriental para um perfume. Resinas raras, incenso precioso, madeiras olorosas, almíscar, paixão e exotismo. O homem que combina com Fahrenheit Absolute (aí, lá vai o delírio) é misterioso, intenso, aventureiro, e claro, que conhece muito do mundo. Seu fogo é interior. E se um homem gosta deste tipo de aroma instigante, imagine só… (o que acaba por me embaraçar um pouco ao saber que meu irmão preferiu este aos outros que mostrei…errr…).

Como “descendente” de Fahrenheit, a versão Absolute mantém o coração e as notas, apenas intensificando seu conceito de brasas sobre brasas ou, se aproveitarmos para checar a embalagem, o vulcão que inspira e exala tanto calor.

Não tenho como deixar o conceito de vulcão longe da descrição desta fragrância, que me surpreendeu muito. Eu Fahrenheit-Absolute-Dior3sempre achei Fahrenheit um pouco feminino demais, mesmo respeitando sua composição muito criativa,  mas as notas florais  daquele deram lugar a uma presença toda máscula e excitante. Fahrenheit Absolute é assim um “macho alfa” em meio de outros perfumes.

Primeiro sente-se o aroma ardente, picante, provocante, da fumaça. Depois, sente-se o calor. Em seguida, vemos as cinzas, a madeira queimando, e por baixo da brasa, encontramos algo pulsante, ardente, vermelho, perigoso e pronto para devorar tudo. Magma puro.

Desta vez, em Fahrenheit Absolute,  a abertura se apóia numa nota massiva de violetas, um sopro floral que permeia a imensidão de madeira quente, brasas, cinzas, incenso, e se você procurar embaixo, vai encontrar lava, claro.

A mirra confere o sopro de incenso apimentado, almiscarado e perturbador, levemente cítrico, dando volume a alguns acordes aromáticos. Este terreno pode ser intrusivo em climas quentes e ambientes inadequados. Homens, façam um favor e deixem Fahrenheit Absolute para a noite e ocasiões especiais. Ele é muito quente, muito sensual e tira a concentração das moças do escritório (principalmente se você errar a dose).

Quando a frankincense (olíbano, comumente usado em conjunto com a mirra), mais vibrante, se adiciona à composição, já adentrando no coração da fragrância para revelar a madeira ardente do raríssimo oud, este magma incandescente começa a brotar. Revela-se um couro negro, agressivo, adoçado apenas pelas notas incensadas. Ai que calor! Uma base oriental realça as notas raras e voluptuosas do perfume, aliás extremamente sexy e másculo, como já disse antes.

No fim de tudo, se eu já tinha ficado inebriada com o exotismo instigante de Fahrenheit Absolute, mesmo que eu esperasse dele uma longevidade maior, ainda assim posso dizer que adorei a fragrância.

Claro, o cara tem que ter auto-confiança para um perfume desses. Fahrenheit Absolute não é para os fracos.

Aprovadíssimo e recomendado para o namorado das outras (o meu eu não deixaria usar, é muita provocação!).

O mais legal foi eu ter escrito tudo isso sem ter dado nem uma olhadinha no material publicitário!

Olha só o video:

[http://www.youtube.com/watch?v=9ZBITJpacco]

Quanto ao frasco, continua o mesmo, mas perceba que ele tem um lado negro…

………………………………………………………………………….

Onde encontrar Dior Fahrenheit  Absolute: Época Cosméticos Perfumaria (siga o link)

Rápidas: Natalie Portman protagoniza o novo comercial de Miss Dior Chérie. Ou não?

Eu já tinha comentado pelo Twitter que a atriz Natalie Portman seria a nova “face” donatalie_portman_069 Miss Dior Chérie. Eu, que vou ficar órfã da adorável propaganda (aliás, quem canta a música Moi Je Jeu é Brigitte Bardot) dirigida por Sophia Coppola, soube através do Le Figaro, que seu cachê  é “digno de contratos dos maiores jogadores de futebol”, o que nos leva a pensar em cifras milionárias, né não?

Natalie Portman, de 29 anos, para quem não se lembra, é a atriz prodígio revelada aos 12 anos no filme O Profissional (ótimo filme), e que interpretou a Padmé/Rainha Amigdala na nova trilogia de Stars Wars. A atriz de origem israelense afirmou que vai doar parte desta quantia ao fundo de microcrédito para mulheres de países pobres (Isto significa que eu posso me beneficiar, certo?).

Bom, a estréia da nova campanha estava prevista para fevereiro de 2011, mas hoje foi anunciado que Miss Portman estaria grávida de seu agora noivo Benjamin Millepied, coreógrafo do filme Cisne Negro (onde ela trabalhou).

Como será que fica nossa propaganda agora?

Música de Flower by Kenzo Essentielle (The Wanderer)

Música de Flower by Kenzo Essentielle (The Wanderer)

Eu, que toda vez que vejo/ouço o comercial de Flower by Kenzo (ou FlowerbyKenzo) na TV, vou correndo ver (porque é absolutamente lindo e otimista); fico cantarolando a música e hoje decidi enfim ir atrás de quem compôs e dividir com vocês.
A banda é Jil is Lucky e a música se chama The Wanderer.
A seguir você pode conferir o video do comercial de FlowerbyKenzo (2009) e também, o videoclip da banda.
There are flowers in my room
And they don’t need a job
They just need time
To grow and die
And the lovers on their cloud
don’t give a shit about the money
They’re here to try
To stay side by side
But it’s so hard


‘Cause the morning always comes to kill the dream
You had the night before


Well I’m dragging myself all along the pavement
Up in the sky, there’s someone behind
And he’s guiding my steps
Up and down the life stairs
Helps me thereby leaving again


And I’m walking all damned day
Day after day
But it’s okay
I’m on my way
Wandering again from the West to the East
I try to resist
But it’s so hard not to fall


‘Cause the morning always comes to kill the dream
You had the night before


Well I’m dragging myself all along the pavement
Up in the sky, there’s someone behind
And he’s guiding my steps
Up and down the life stairs
Helps me thereby leaving again

Dior Hypnotic Poison

Dior Hypnotic Poison

No começo de tudo, havia a pimenta da Jamaica. E era forte. E Deus disse, “que haja ameixa.”

Sim, você pode rir, mas tudo em Dior Hypnotic Poison se define assim. O aroma inconfundível, sexy, noturno, envolvente, começa com as notas fortes e poderosas do poutpourri de aromas é a pimenta-da-jamaica,demarcando seu caminho por nossos sentidos com agressividade. Pense assim: “acabei de beber um veneno poderoso, minha garganta vai arder.” A ideia é esta.

hypnotic poison - milla

Hypnotic Poison: O líquido misterioso capaz de tornar uma mulher uma bombshell? Só com muita atitude!

Se percebe que o coco faz sua presença de maneira proeminente, também, nesta fase inicial, enquanto a verdadeira nota hipnótica, a ameixa, está preparando sua entrada.E quando ela chega, é aí que a coisa pega.Tudo o que você sabe de Hypnotic Poison é que ele começa a dominar seu corpo com esta presença sorrateira, insidiosa, deliciosa e gourmant, do trio ameixa, coco, damasco,que abre um novo mundo de possibilidades. E você ali, mesmerizada, literalmente hipnotizada pela evolução do perfume na sua pele. Este trio, onde a Rainha Ameixa transfere seu doce-amargo característico com personalidade, vai abrindo espaço para a presença talcada da rosa e lírio do vale, e de flores brancas olorosas e noturnas (tuberosa e jasmim). Porque estamos falando de sedução em doses massivas, claro. A amêndoa segue por todo o caminho até o drydown,  eu considero sua presença uma das maiores contribuições do perfume, o que realmente confere o tom ligeiramente gourmand (como se tivesse uma nota de marzipan) a Dior Hypnotic Poison.poison ivy flowers

Sim, sabemos, Este oriental vanilla não poderia ser completo sem que eu fale da presença da baunilha muito bem equilibrada, na combinação com a pimenta. É claro que se tem a impressão, pelo aroma, que o líquido perfumado é na verdade denso e grudento como mel. As notas que seguram a elegância da base são jacarandá brasileiro, sândalo e baunilha. Aliás, as notas amadeiradas deste perfume marcam sua presença com uma categoria invejável.

dior hypnotic poison Sillage? Muito boa, muito boa mesmo. Claro, já foi melhor, já que Dior Hypnotic Poison passou por aquela reformulação básica diminuindo um pouco a qualidade visando a acessibilidade (como vários perfumes já passaram). Mas isto não tira o brilho do perfume doce, provocante, ousado e hipnótico.

Claro que é díficil imaginar este tipo de perfume sendo usado sem premeditação. Não é para as mocinhas; é para as vilãs. Cujo beijo é uma droga tantalizante, doce e viciante.

Dior Hypnotic Poison, flanker de Poison, foi criado por Annick Menardo em 1998.

O perfume tem um novo rosto agora: Monica Belluci. Mas ainda acho a moça da campanha original (Mila Jojovich?) muito mais picante. O video:

TOP 10 melhores propagandas de perfume masculino com água!

Totalmente inspirada pelo meu devaneio no post anterior, sobre Acqua Di Giò, fiz esta seleção das TOP 10 melhores propagandas de perfume masculino envolvendo tórax seminus (na maioria delas), rostos apolíneos, e água, muita água.

Não estão numa ordem de preferência. Alguém adivinha qual a minha preferida? E qual a sua?

Light Blue Dolce & Gabanna  

Gucci Sport

Bvlgari Acqva

Guerlain Homme

Aquamen de Rochas

Cool Water  Davidoff (versão 2010)

Acqua di Gió Giorgio Armani 

Dior Homme Sport

Lacoste Essential

Boss Pure

Estas são as oficiais: Tenho aqui dois links que valem à pena serem vistos: Boss Selection fragrances 1 e 2, para homens de verdade (são fakes, tá gente!).

http://www.youtube.com/watch?v=Ouvij8JFSW8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=65zAgv8RxUM&feature=related

Aire Loco, lançamento de Loewe, e a estratégia da marca para o Brasil

A Loewe, marca espanhola conhecida por suas bolsas de couro e sua moda de altíssima qualidade, quer dar um approach no nosso cobiçado mercado de luxo. Para isso, sua estratégia aposta muito mais nos perfumes (que bom pra nós, loucos por perfume)– que hoje é considerado por todas as grandes grifes como a porta de entrada para mundinho superhiper VIP do consumo exclusivo.

O gerente de marketing das fragrâncias Loewe para a América Latina, Cedric Mahe, afirma que no mercado de luxo, “menos é mais”. A nova estratégia da marca, o “menos” significa que a empresa deve selecionar apenas 20 pontos de venda para seus produtos – em vez dos 200 selecionados pela Neutrolab, sua antiga parceira.

“Queremos nos concentrar em São Paulo, Rio e Brasília e divulgar nossa identidade junto ao consumidor, com uma imagem de maior qualidade e de exclusividade”, diz ele.

Quem hoje detém a marca é a toda poderosa LVMH, holding que detém as marcas Dior, Louis Vuitton, Givenchy, Guerlain, Marc Jacobs e também Loewe.  Talvez hoje a Loewe não seja tão reconhecida como as outras marcas que eu citei acima, mas o objetivo, segundo Hector Garcia, diretor de marketing internacional dos perfumes Loewe, “É fazer com que o consumidor brasileiro reconheça nosso perfume como um artigo especial”. Eles sabem que este processo não vai alavancar as vendas da marca de uma hora para outra, mas não é bem isso qie esperam. Na verdade, como eles apostam numa “glamourização” do nome Loewe junto ao público brazuca, esperam que isto seja bastante gradual. (Ou seja, compre logo o seu Loewe porque ele vai ficar mais caro! Ahahahah)

Cedric Mahe ainda diz que o público brasileiro adora marcas estrangeiras como poucos outros países.

“Nunca vi um país em que se consome tanto e que goste tanto de grifes estrangeiras”, afirma. “Vi um pouco disso na Venezuela, mas no Brasil é realmente muito forte”.

A LVMH aponta que o brasileiro quer tanto possuir cosméticos e perfumes importados que não se importa de comprar produtos em embalagens menores (é o meu caso, mas vamos lá, o que eu ia fazer com embalagens ENORMES de perfumes? Eles estragam, sabia?) Esta não é uma tendência que se vê tanto entre consumidores europeus ou norte-americanos, por exemplo.

Segundo a Época Notícia, “em termos de vendas, as fragrâncias representam 53% do total de cosméticos do grupo LVMH. Quando se fala em mercados, a América Latina – incluindo aí o Brasil – responde por apenas 13% das vendas mundiais. Mas é um mercado em ascensão. Em 2009, as vendas de cosméticos, produtos para a pele e perfumes do grupo LVMH somaram US$ 2,741 bilhões.”

O Natal, claro, é a época onde nós, brasileros, mais consumimos perfumes, e isto representa quase metade das vendas anuais do produto no país. Por isto mesmo, é nesta época em que as marcas mais investem em comunicação e publicidade – dispensando mais de 80% de seu orçamento nos meses que antecedem 25 de dezembro. Neste momento importante para a marca, nada melhor do que apostar num novo perfume. Por isso, toda esta nova estratégia coincide com o lançamento do perfume “Aire Loco”.

Aire Loco

PerfumesLoeweAireLoco1

A fragrância feminina, desenvolvida pelo perfumista e diretor criativo da Loewe, Emilio Valeros (embora os perfumistas da fragrância sejam Yves Cassar e Carlos Benaim),  é a aposta neste momento importante em que a marca passa por um processo de rejuvenescimento. Aire Loco é um cítrico floral , com notas de bergamota, patchouli, cedro da virgínia, cardamomo, baunilha e maracujá, dentre outras, e quem já experimentou aprovou.

Na divulgação do perfume no Brasil, a Loewe pretende criar um site em que vai incentivar as mulheres brasileiras a contar um segredo, seguindo a proposta inicial de diários que foi feita na Espanha. Os segredos mais “interessantes” serão premiados (espero eu que com perfumes). Vamos ficar atentos, assim que tivermos mais notícias sobre isto, eu aviso.

O Aire Loco custará R$ 349 (100 ml) e estará nas lojas a partir de novembro (meus sais, isto é muito, mas muito caro mesmo). Já no ano de 2011, a Loewe pretende lançar sua nova fragrância masculina.

Adorei o video da campanha, meio mórbido e tal, e gostei bastante do formato curvo do frasco. Agora, fico na expectativa do aroma! E vou correndo comprar meus Loewe, antes que eu fique pobre demais para eles!

Christian Lacroix Rouge by Avon

Christian Lacroix Rouge by Avon

 

Soube esta semana do lançamento no exterior da versão Absinthe da linha Christian  Lacroix by Avon, e resolvi falar dos perfumes anteriores da parceria. O problema é que recebi a amostra de Noir (o perfume masculino), mas a única coisa que me lembro foi de que gostei dele.

Costumo presentear amostras masculinas a quem fará bom uso delas.

Mas ainda tenho algumas gotas do Rouge, para reaplicar e comentá-lo.

Posso dizer que o frasco traduz um conceito interessante e retrô que não costumamos ver nos perfumes Avon comercializados no Brasil. Talvez por influência da ligação a

fragrância com um nome da haute couture, não sei.

Consta que o próprio Lacroix desenhou os elementos gráficos em negro, inspirado em uma capa de toureiro que teria ganho

certa vez.

Lembro-me também que na amostra de papel, como sempre, os perfumes da Avon sempre se parecem um com os outros, mas Christian Lacroix Rouge tinha um ar decadente que escapava do comum. Sim, este ar decadente , orientalista e barroco, como seu visual vagamente belle epoque, me fizeram querer conhecer Rouge, embora eu não esperasse grandes coisas em termos de fixação.

rouge2

Rouge tem uma abertura com as cascas de laranja mais reais e fortes que eu já senti, potencializado pela adição da pimenta branca, que mantém a fragrância picante. A peônia está lá para amenizar, mas nem tanto.

Eu considero, ao meu olfato, a peônia uma flor meio “salgada” e ardida”, e neste caso, esta faceta da flor orientaliza mais .  Quando as notas de topo se encontram com a flor de lótus, esta fragrância ” abre” um pouco dando um ” ar para respirar

“, enquanto a presença do Osmanthus ( Osmanthus é o nome da planta que conhecemos como Jasmim do Imperador, que é usada para aromatizar o chá na Índia) mantém a aura misteriosa e provocante, fazendo contraponto com o cravo.

São as notas quentes e doces do cravo que  dão o tom “rouge” do perfume.

Mas em algum momento, uma nota plástica se imiscui incompreensivelmente, trazendo aquele odor ” folha de revista” a um perfume tão bem pensado. As notas de fundo aparecem já após uns 40 minutos, o acorde chamado “cashmere wood” (algo ambarado, almiscarado e ao mesmo tempo rescendendo cedro e baunilha), o musk e o patchouli.

Christian Lacroix Rouge é um perfume inusitado e exuberante, com toda cara de retrô, rumoroso, lembrando-me (talvez por causa do nome), o filme Moulin Rouge.

Ele é um perfume que não soa moderno, mas é extremamente feminino e provocante. Não é doce, mas picante, provocador, diferente.  Mas, se  ser “Rouge” não é seu estilo de sedução, dificilmente este perfume será para você.

Provavelmente voltado para a nova mulher Avon, que não quer sentir-se “pastel”, e aguada como a maioria das outras fragrâncias da marca, conforme muitas consumidoras  aqui no Brasil dizem, têm sido, com raras exceções. A Avon international Fragrances começou a namorar o mercado de luxo com este lançamento, e esperamos que prossiga trazendo mais perfumes surpreendentes.

Acho que não preciso dizer que a fixação não é impressionante, e que tem horas que ele decepciona pelo elemento “Avon”, que espero, se desvencilhem logo: aquela notinha intrigante  e plástica, que parece até uma marca registrada, pois todo perfume da marca têm…

Chegou muito perto, entretanto, de ser um perfume de classe.

Christian Lacroix Rouge recebeu o FIFI Awards (uma espécie de  Oscar da Perfumaria Mundial ) nas categorias Fragrância do Ano Feminina Lojas Próprias/ Venda Direta e Melhor Embalagem Feminina Popular, relativo aos lançamentos daquele ano.

Rouge foi criado através da parceria Christian Lacroix e Avon International Fragrances, criado em 2007 por Laurent Le Guernec e Carlos Benaim.

advert christian lacroix rouge by avon

Lançamentos Gucci, Elizabeth Arden, Yves Saint Laurent e Britney Spears

Vamos por partes.

As empresas parecem estar despejando perfumes no mercado, com se não houvesse amanhã para o ramo de fragrâncias. Quem poderá dizer se estão errados?

O mercado da perfumaria, claro, é um ramo considerado supérfluo, e por isso pode ser afetado diretamente pela crise.  Além do quê, estas grandes marcas da alta costura, joalherias, peleterias e etc, quase que em sua maioria, vivem atualmente dos dividendos de suas fragrâncias (vide sobre estilistas que vivem de fazer perfumes, na Isto É Dinheiro, quentíssima).

Mas, dando foco aos lançamentos…

nova versão do sucesso dos anos 80: este é Paris Eau de PrintempsParis Eau de Printemps

Yves Saint Laurent, que tem uma tradicional linha de cosméticos glamourosos, lança uma versão de seu sucesso de vendas dos anos 80, Paris.

Rosas, rosas , violetas, madressilvas… O original foi um hit, mas agora temos uma leveza frutada nas notas inicias, simulando o orvalho da primavera… Junta-se ao floral, a peônia e o jasmim, e voilá, temos um perfume novo! Acho que vou gostar dele.

Flora by Gucci

Gucci, por sua vez, quer firmar-se no segmento da perfumaria, reinventando alguns conceitos da marca para acessar clientes mais jovens, inclusive.

Flora é um perfume que foi anunciado já faz um tempinho, mas está saindo do forno agora. Baseado em notas frescas cítricas, na leveza da peônia e em notas de sândalo e do patchouli, tem em seu conceito uma sutileza e sensualidades inerentes às jovens sofisticadas de hoje em dia. Foi inspirado no motivo floral da estamparia Gucci.

HIDDEN Fantasy

hidden-fantasy pequenoA aprendiz de Madonna, ressurrecta das falsas cinzas Britney lança um “Fantasia Secreta”(?!)

É o sétimo perfume de Britney, numa releitura do frasco de Fantasy, uma fragrância floral oriental com notas gourmand de torta napolitana, juntamente com um bouquet branco de lírio, verbena e jasmim; a abertura é cítrica e adocicada, com grapefruit e laranja.

PRETTY

Elizabeth Arden marca presença com um lançamento floral e romântico para a primavera, pois não podia ficar calada.

O nome da Fragrância é Pretty, com abertura de pêssego e  mandarina, e notas de fundo com jacarandá (pau rosa), âmbar, musk.

Pretty: um perfume simples e descomprometido, mas com um quê a mais?

Pretty: um perfume simples e descomprometido, mas com um quê a mais?

A  ideia é a de um perfume simples, discreto e floral,mas Pretty guarda mais segredos que os segredos escondidos de Britney: uma molécula de perfume que harmoniza a peônia  a íris e o jasmim, como se fossem uma flor só.

É a Petalia, substância criada pela Givaudan.

Qual deles será mais vendido, não é preciso ser gênio para adivinhar. Algumas fragrâncias vão na contramão da moda, entretanto. O que importa, no caso dos perfumes, é que só o tempo dirá quem são os melhores.

 

É como a crise: só restarão os capazes.

1 de 2
12
  • RSS
  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • Pinterest